conecte-se conosco


Radar

Criança que estava desaparecida foi morta a facadas por vingança

Publicados

em



(Foto: Reprodução/G1.com)

Um crime bárbaro chocou moradores da região Sul de São Paulo e repercutiu entre a população do Norte Pioneiro. Isso porque uma menina de apenas oito anos foi morta a facadas e, de acordo com o depoimento do principal suspeito, o assassinato foi motivado por vingança.

Tudo começou quando a vítima, identificada como Emanuelle Pestana de Castro, brincava no parquinho em uma praça no município de Chavantes/SP e acabou desaparecendo. A menina não foi mais vista após das 17h da última sexta-feira (10). A mãe da criança foi até o local verificar como a filha estava, mas a menina não foi mais encontrada.

Com o sumiço, familiares, amigos, vizinhos, policiais, equipe canil e voluntários se mobilizaram para realizar buscas pela criança. Durante as buscas, a polícia verificou imagens em um circuito de segurança onde Emanuelle aparecia brincando. O que chamou a atenção dos agentes foi a presença de um homem que apareceu duas vezes no vídeo com roupas diferentes.

O suspeito que aparece nas imagens foi identificado como Agnaldo Guilherme Assunção, vizinho da vítima. Ele foi interrogado e, a princípio, negou saber qualquer informação sobre o desaparecimento de Emanuelle. Porém, na sequência, o homem acabou confessando ter cometido o crime. Segundo seus relatos, ele matou a criança para se vingar da mãe da menina, pois a mulher não deixava Emanuelle brincar com seu enteado.

Leia Também:  Homem é encontrado morto com requintes de crueldade

Frente aos fatos, Agnaldo foi preso em flagrante pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Ele ainda contou aos policiais a localização do corpo da vítima que foi encontrado por volta das 23h desta segunda-feira (13) em uma zona de mata próximo a Fazenda Santana Nova.

O corpo da criança foi recolhido e encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) da cidade de Ourinhos/SP onde deve passar por exames para verificação da causa da morte e se houve ou não abuso sexual. No local, os peritos identificaram ao menos uma marca de ferimento causado por faca nas costas da menina e outras três na região do peito.

Fonte: G1.com

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Radar

Comerciantes são notificados por descumprir quarentena do coronavírus

Publicados

em

Mais dois comerciantes foram notificados pela equipe da Polícia Militar por descumprir decretos municipais referentes a quarentena de prevenção ao coronavírus. As ocorrências foram registradas nos municípios de Conselheiro Mairinck e Ibaiti.

A primeira situação foi registrada na tarde do último domingo (29) em Conselheiro Mairinck. Por volta das 13h, a equipe da PM recebeu uma denúncia informando que um grupo de pessoas estava no interior de um bar localizado em frente a agencia dos Correios. Diante da informação, os policiais foram ao local averiguar a situação.

Chegando ao estabelecimento, foi constatado que o mesmo estava com as portas fechadas, porém, algumas pessoas estavam no interior do bar e foram advertidas sobre a proibição de aglomerações de pessoas. Diante da situação, o proprietário do estabelecimento foi advertido quanto aos procedimentos cabíveis ao caso e encaminhado para lavratura do Termo Circunstanciado de Infração Penal.

O outro caso foi registrado no município de Ibaiti. Por volta das 20h do domingo, também uma denúncia anônima levou a polícia até dois bares que estavam funcionando com as portas fechadas.

Leia Também:  Celular roubado em Ibaiti "viaja" até Siqueira Campos e é recuperado pela polícia local

Segundo informações da PM, os policiais foram até o local acompanhados do fiscal da prefeitura, sendo constatado que um dos estabelecimentos já se encontrava fechado. Já no segundo bar, o comércio estava de portas fechadas, mas quatro pessoas estavam no interior do local ingerindo bebidas e jogando sinuca. Neste caso, a proprietária do bar e seu convivente tiveram de ser algemados, visto que desacataram as ordens para abrir as portas para os policiais, encararam a situação com ironia e tentaram investir contra a equipe.

Com isso, foi lavrado termo circunstanciado em desfavor de ambos, por desobediência à ordem legal de funcionário público, e Art. 268 do Código Penal – Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020