conecte-se conosco

unopar

"SE DERAM MAL"

Em fuga da polícia, ladrões capotam Hilux roubada em Tomazina

Publicados

em

Uma Toyota Hilux roubada em Tomazina na noite do último sábado (16) foi encontrada pela polícia na manhã desta terça-feira (19), quando os ladrões em fuga capotaram o veículo.

O acidente ocorreu por volta das 08h da manhã próximo ao trevo de acesso à Jacarezinho, sentido Ribeirão Claro, na PR 431.

De acordo com a PM foi identificado o veículo e constatado que se tratava da caminhonete furtada em Tomazina no fim de semana.

As três pessoas que estavam no carro foram socorridas e posteriormente encaminhadas para a Delegacia da Polícia Civil de Jacarezinho.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Wenceslau Braz, Salto do Itararé e Siqueira Campos ocupam as piores colocações da região
Propaganda

Campos Gerais

Prefeitos da região recebem notificação do TCE para identificação de funcionários que fraudaram o auxílio emergencial

Publicados

em

Diante da constatação da ilegalidade do recebimento do auxílio emergencial por parte de servidores públicos de 388 municípios do Estado, o Tribunal de Contas está encaminhando aos prefeitos destas 388 prefeituras onde foi constatada a irregularidade uma comunicação para que os gestores tomem providências.

Entre as recomendações o TCE pede que os prefeitos alertem os funcionários do crime de falsidade ideológica, estelionato, além de infrações disciplinares, onde podem perder inclusive o cargo.

Os servidores que tiveram o envolvimento também poderão devolver o valor recebido através de um canal criado exclusivamente para a ocasião. Leia a notificação na íntegra:

Senhor Prefeito,

Em atuação conjunta, o Tribunal de Contas do Estado do Paraná e a Controladoria-Geral da União identificaram, mediante cruzamento de dados, que 10.648 (dez mil, seiscentos e quarenta e oito) servidores públicos dos quadros dos municípios do Paraná podem ter recebido indevidamente o auxílio emergencial, instituído pelo Governo Federal com o objetivo de fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise econômica causada pela pandemia do Coronavírus (Covid-19). O montante apurado totaliza R$ R$ 7.319.400,00 (sete milhões, trezentos e dezenove mil e quatrocentos reais) por parcela paga.

Nos termos do artigo 7º, § 1º, VI, do Decreto n.º 10.316/20, os agentes públicos, incluindo os ocupantes de cargo temporário, função de confiança, cargo em comissão e os titulares de mandato eletivo, não possuem direito ao benefício. A condição de agente público é verificada por meio de autodeclaração.

Diante do exposto, o Tribunal de Contas do Estado do Paraná emite a presente recomendação para que os municípios:

  1. a) alertem aos seus servidores públicos que as condutas de solicitação e recebimento do auxílio emergencial, mediante a inserção ou declaração de informações falsas, podem tipificar os crimes de falsidade ideológica e estelionato, além de configurarem possíveis infrações disciplinares a serem analisadas no âmbito do respectivo município; e
  2. b) informem a esses servidores que existe um canal disponibilizado pelo Ministério da Cidadania para a devolução de valores eventualmente pagos/recebidos de forma indevida: devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Acidente de trânsito mata rapaz em Quatiguá
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020