conecte-se conosco


Radar

Estudantes de Arapoti assistem espetáculo que trata sobre os males causados pelo bullying

Publicados

em



(Foto: Divulgação)

Alunos das escolas públicas e particulares de Arapoti assistiram ao espetáculo “Agora Vai”, com o youtuber Leozão. Promovido pela Secretaria Municipal de Assistência Social a ação trata sobre os problemas que o bullying causa tanto psicológica quanto socialmente para as vítimas dessa prática.

“Realizamos essa ação com o intuito de trabalhar com os jovens do município esse importante tema, buscando estimulá-los a um necessário processo de reflexão e mudança acerca de seus comportamentos”, destaca a Secretária Municipal de Assistência Social, Fabiana Kluppel.

 

BULLYING

A prática do bullying consiste em um conjunto de violências que se repetem por algum período. Geralmente são agressões verbais, físicas e psicológicas que humilham, intimidam e traumatizam a vítima. Os danos causados pelo bullying podem ser profundos, como a depressão, distúrbios comportamentais e até o suicídio.

Bullying é uma palavra que se originou na língua inglesa. “Bully” significa “valentão”, e o sufixo “ing” representa uma ação contínua. A palavra bullying designa um quadro de agressões contínuas, repetitivas, com características de perseguição do agressor contra a vítima, não podendo caracterizar uma agressão isolada, resultante de uma briga.

Leia Também:  Carreta com toras tomba e interdita BR 153 em Ibaiti

As agressões podem ser de ordem verbal, física e psicológica, comumente acontecendo as três ao mesmo tempo. As vítimas são intimidadas, expostas e ridicularizadas. São chamadas por apelidos vexatórios e sofrem variados quadros de agressão com base em suas características físicas, seus hábitos, sua sexualidade e sua maneira de ser.

As vítimas de bullying podem sofrer agressões de uma pessoa isolada ou de um grupo. Esse grupo pode atuar apenas como “espectadores inertes” da violência, que indiretamente contribuem para a continuidade da agressão.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Cidades

Estudantes da rede estadual já podem baixar aplicativo para assistir às aulas EaD

Publicados

em

Foto: Ilustrativa - Reprodução/Internet

Os estudantes da rede estadual de Educação do Paraná já podem baixar o aplicativo Aula Paraná, por meio do qual poderão acompanhar a produção EaD da Secretaria do Estado da Educação e do Esporte (Seed), alternativa que será utilizada enquanto perdurar a crise do coronavírus no país. No aplicativo, além de assistir às aulas, os alunos poderão interagir com seus colegas e professores em tempo real, em um chat que funcionará como uma espécie de “sala de aula virtual”.

O Aula Paraná está disponível para ser baixado em celulares que utilizam o sistema Android (para baixar, clique aqui) e em aparelhos iOS (para baixar, clique aqui). Para fazer o login, o aluno deve colocar seu número do Cadastro Geral da Matrícula (CGM) no campo “usuário”. Já a senha é a data de nascimento do estudante, no formato DDMMAAAA. Para os alunos que não se lembram de seus CGMs, será adicionada ao site da Área do Aluno a opção “recuperar CGM”.

Leia Também:  Cachorro amarrado em trilhos tem a cabeça decepada por trem

Leia também: Educação desenvolve EaD com foco no protagonismo do professor

Vale destacar que o Aula Paraná não consome dados de 3G e 4G e pode ser acessado, inclusive, em celulares pré-pagos, já que o Governo do Estado está providenciado pacotes junto às operadoras.

“Estamos passando por um período excepcional que também exige medidas excepcionais. As aulas EaD são a solução que encontramos para que os estudantes do Paraná não tenham seu ano letivo prejudicado por conta do coronavírus. A equipe da Seed está trabalhando muito para que o conteúdo chegue com qualidade aos nossos alunos nesse momento tão difícil”, afirma o secretário Renato Feder.

A partir de segunda-feira (6), as aulas poderão ser acompanhadas tanto no aplicativo quanto em canais vinculados à RIC, afiliada da Rede Record no Paraná. São três canais diferentes: um para os sextos e sétimos anos do Ensino Fundamental, outro para os oitavos e nonos anos e um terceiro para o Ensino Médio. Os números para sintonização seguem o padrão ponto 2, ponto 3 e ponto 4. Por exemplo: em Curitiba, a transmissão será nos canais 7.2, 7.3 e 7.4. A lista dos canais da RIC por cidade pode ser acessada aqui . As aulas serão transmitidas no mesmo horário tanto na televisão quanto no aplicativo.

Leia Também:  PM prende três pessoas por tráfico de drogas em Santo Antônio

AULAS EAD – O lançamento oficial da iniciativa está previsto para os próximos dias, em conjunto com o governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Junior.

As aulas na modalidade EaD foram a alternativa encontrada para que os cerca de 1 milhão de estudantes da rede não tenham seu processo de ensino e aprendizagem prejudicado devido ao momento delicado pelo qual o país passa. Os colégios só serão reabertos quando a situação for considerada segura pelas autoridades sanitárias.

A proposta foi desenvolvida respeitando a Constituição Federal e o conceito de amplo acesso à educação. Vale ressaltar que houve ampla aceitação por parte do Conselho Estadual de Educação (CEE), que deliberou de forma favorável por 17 votos a um.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020