conecte-se conosco


TRAGÉDIA

Morre segunda vítima do acidente com brazenses na PR-092

Publicados

em

Foto: Reprodução/Internet

Colisão que envolveu um automóvel e duas carretas aconteceu na noite deste domingo na PR-092

 

Um grave acidente de trânsito registrado na noite deste domingo (09) na PR-092 em Wenceslau Braz deixou dois jovens mortos e um em estado grave.

De acordo com as informações apuradas pela reportagem, os jovens foram identificados como Bruno Silva, Ivan Neto e Dhiogo Henrique. Eles estavam em um GM/Prisma que trafegava pela rodovia no trecho que liga os municípios de Wenceslau Braz a Siqueira Campos quando, próximo ao bairro rural Turma Nove, se envolveram em um acidente.

No local, motoristas que presenciaram o acidente relataram que o veículo seguia sentido Wenceslau Braz e estaria realizando uma ultrapassagem quando atingiu uma carreta Scânia de raspão e o condutor perdeu o controle do automóvel colidindo violentamente contra outra carreta que seguia no sentido contrário da rodovia. Com a violência do impacto, o automóvel ficou completamente destruído e a carreta atingida pelo carro tombou na pista.

Bruno Silva, de 21 anos e que seria o condutor do automóvel, morreu no local do acidente e seu corpo foi recolhido pelo IML (Instituto Médico Legal) de Jacarezinho. Já Ivan Neto chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital de Wenceslau Braz com vida, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Dhiogo Henrique, que também estava no veículo, foi levado ao hospital brazense e, em seguida, transferido para outra unidade e segue internado em estado grave. Já os motoristas dos caminhões não ficaram feridos.

Leia Também:  Polícia Rodoviária Estadual orienta motoristas sobre cuidados no trânsito e com a Covid-19

Devido a uma das carretas ter tombado na pista, o trânsito na rodovia ficou interditado em ambos os sentidos por algumas horas. Equipes da Defesa Civil trabalharam para remover a grande quantidade de estilhaços e cacos de vidro que ficaram espalhados pela pista e poderiam causar novos acidentes.

Estiveram no local equipes da Polícia Rodoviária Estadual, Defesa Civil e SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Ambulância de Wenceslau Braz e IML de Jacarezinho. Prestaram apoio posterior na transferência das vítimas as equipes do SAMU Ibaiti e Jacarezinho.

A tragédia causou comoção nas redes sociais onde amigos e familiares lamentaram a morte dos jovens.

COMENTE ABAIXO:

Cidades

Governo do Paraná estuda ‘teste’ de volta às aulas em cidades com menores índices de Covid-19

Publicados

em

Foto: Reprodução/Internet

O governo do Paraná avalia a possibilidade de criar uma plano-piloto antes da retomada das aulas presenciais suspensas desde o dia 20 de março. O assunto foi tema de reunião nesta quarta (23) entre representantes da Secretaria de Estado de Educação e Esportes (SEED), da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) e o pela Casa Civil. A ideia é que o retorno aconteça antes, seguindo todos os protocolos de segurança, nas regiões com menores índices de transmissão, contaminados e mortes por Covid-19. A princípio, as primeiras cidades que receberiam o plano-pliloto são Irati, Guarapuava ou União da Vitória. Uma nova reunião foi marcada para a próxima semana para tratar do assunto e tanto a Sesa, quanto a SEED, são enfáticas ao afirmar que ainda não há data nem para o plano-piloto e nem para o retorno das aulas presenciais.

“A Seed trabalha para fomentar o retorno seguro. Baseado no decreto que estabelece que será  a Secretaria de Estado da Saúde  vai definir o retorno, a Secretaria de Estado da Educação  e do Esporte vem discutindo tema com a Sesa  e somente diante de um cenário  seguro será feito o retorno às aulas”, afirma nota enviada pela assessoria da SEED.  A secretaria de Saúde confirmou a realização da reunião e o plano-piloto.

Segundo a proposta em estudo, o plano-piloto deve durar de duas a três semanas, quano serão analisados todos os dados e se der certo, poderá ser implantado em outras cidades, assim o retorno às aulas no Paraná seria gradativo. O plano-piloto, se aprovado, seguirá todas as normas já aprovadas pela Sesa e pela Seed no chamado Protocolo de Retorno de Aulas Presenciais no Paraná.  De acordo com o documento, os estudantes serão divididos em grupos, que farão revezamento permanecendo por uma semana em aulas presenciais e por uma semana em aulas remotas (on-line). As escolas terão que fazer o levantamento sobre quantos alunos retornarão às aulas e quantos continuarão no ensino online, para organizar o retorno de maneira que haja o distanciamento mínimo de 1,5 metros.

VEJA O PROTOCOLO PARA RETORNO DAS AULAS PRESENCIAIS NA ÍNTEGRA

As aulas de Educação Física deverão ser feitas remotamente ou substituídas por aulas teórica. Também é recomendado o fechamento da biblioteca, laboratórios de informática, laboratório de ciências, salas de projeções, brinquedoteca e piscinas “Sugere-se que as crianças não levem seus próprios brinquedos para a escola, cabendo às escolas disponibilizá-los, bem como garantir sua limpeza e higienização, imediatamente após o uso, ficando vedado o compartilhamento de objetos entre as crianças”, afirma o protocolo.

Leia Também:  Motorista morre em grave acidente entre carro e caminhão na BR-153

Veja principais pontos do Protocolo de Retorno das Aulas

Distanciamento

O protocolo prevê um distanciamento de 1,5m em todos os espaços, incluindo na sala de aula. Será feita também a aferição de temperatura de todos que entrarem a escola, tendo como limite 37º.

Horários de aula

Já os horários de entrada e saída, e intervalo/recreio devem ser redefinidos e intercalados, de modo a evitar a aglomeração de pessoas e a circulação simultânea de grande número de alunos, nas áreas comuns e nos arredores do estabelecimento.

Modelo híbrido e escalonado

O ensino híbrido será adotado. As aulas remotas permanecem diariamente e as aulas presenciais ocorrerão de forma escalonada. Para isso, os estudantes serão divididos em grupos, que farão revezamento permanecendo por uma semana em aulas presenciais e por uma semana em aulas remotas (on-line). A retomada de conteúdos também é uma das preocupações do protocolo, com atividades, recuperação e atendimento de estudantes com maior dificuldade.

Volta escalonada

Quando a data for definida pela Sesa o protocolo prevê um retorno gradual, por faixa etária, na seguinte ordem:

Leia Também:  Bandeirantes ultrapassa 700 casos da Covid-19 e PM notifica aglomerações no município

– Estudantes do 3º ano do Ensino Médio e 9º ano do Ensino Fundamental

– Estudantes do Ensino Médio

– Estudantes do Ensino Fundamental I e II

– Estudantes da Educação Infantil (menores de 2 anos não voltam por enquanto)

 

Entre as principais medidas sanitárias previstas pelo protocolo estão a compra de insumos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todos. Só para a rede estadual serão adquiridos:

– 5 milhões de máscaras de tecido

– 200 mil litros álcool em gel por mês

– 200 mil litros de álcool 70% por mês

– 95 mil luvas

– 10 mil termômetros

– 15 mil toucas

– 105 mil dispensers

– 15 mil macacões

– 15 mil botas

Professores ameaçam greve

Em a assembleia on-line comandada pela APP Sindicato no dia 12 de setembro, professsores e servidores da rede estadual de ensino em 209 cidades do Estado  aprovaram greve caso as secretarias de Educação e Saúde decidam recomeçar o ensino presencial neste ano. Mais de 2,7 mil profissionais que trabalham na educação pública do Paraná se cadastraram para participar da assembleia, que aconteceu por videoconferência na plataforma Zoom.

Via: Josiane Ritz – Bem Paraná.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020