conecte-se conosco

unopar

Radar

Presidente da Câmara fala sobre recursos e entrega de títulos em Arapoti

Publicados

em

Até então distrito de Jaguariaíva, em 18 de Dezembro de 1955, Arapoti tornou-se município após a emancipação política e sócio econômica e, nesta data festiva em comemoração aos 64 anos da cidade, a sessão da Câmara de Vereadores, realizada nesta quarta-feira (18), foi marcada por emoção durante a entrega de títulos e homenagens a figuras importantes que fizeram parte da história do município.

A sessão teve início as 9 horas com a Benção Ecumênica aos homenageados e ao aniversário da cidade realizada pelo pastor Altieres Fernando Miola. Na sequência, houve a entrega do título de Cidadão Benemérito a Aparecido Cardoso da Silva proposto pelos vereadores Divair da Silva e Zildinei Ferreira, Comendador dos Campos Floridos entregue ao ex-prefeito Braz Rizzi, Cidadão Benemérito a Javet Marinho Ferreira proposto pelo vereador Ricardo Rodrigues Pedroso, Cidadão Honorário a Jafferson Leocadio Subtil proposto pelo vereador Marineo Ferreira, Cidadão Honorário entregue a Julio Cesar Pimental proposto pelo vereador Jean Carlos Klichowski e Cidadão Benemérito entregue a Rogério Soares Araújo proposto pelos vereadores Divair da Silva e Zildinei Ferreira.

Leia Também:  Siqueira Campos registra segunda morte por coronavírus

A Folha Extra conversou com o vereador e presidente da Casa, Marineo Ferreira, que falou sobre a emoção de ver seu pai, Javet Marinho Ferreira, recebendo a homenagem. “Foi muito emocionante ver meu pai receber essa homenagem do vereador Ricardo. Foi difícil conter as lagrimas e a alegria vai a mil. É uma pessoa integra, correta e honesta que ensinou que temos de aprender a respeitar e amar ao próximo, independe de quem seja, pois cada um tem seu papel na sociedade. Hoje demos essa alegria a cidadãos importantes para nossa cidade, dentre os quais meu pai”, comentou.

O parlamentar ainda comentou sobre investimentos que vem sendo feitos no município através de economias realizadas pelos vereadores e repassadas ao Poder Executivo. “Hoje temos uma harmonia entre os nove vereadores para conduzir essa casa da melhor maneira possível com seriedade, dignidade e economia. Fizemos uma devolução de R$ 400 mil no mês de junho destinando R$ 130 mil para reforma da praça da Matriz e R$ 230 mil para construção da capela mortuária no município de Calógeras, obras que já estão em andamento. No início de dezembro destinamos R$ 50 mil para aquisição de maquinário para atender o pequeno produtor”, explicou.

Leia Também:  Federais de Santo Antônio da Platina fazem duas perseguições no mesmo dia; drogas e cigarros são apreendidos

De acordo com o vereador, antes do encerramento do ano Legislativo de 2019 a Câmara ainda deve fazer um novo repasse através de devolução à prefeitura para mais uma obra no município. “Convocamos uma sessão extraordinária para devolver R$ 800 mil reais para reforma da ponte do Rio das Cinzas que liga o bairro do Rosal, temos um acordo com a prefeita para que esse recurso seja aplicado nesta obra”, finalizou.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Nacional

Polícia faz maior apreensão de maconha da história do Brasil

Carreta transportava 28 toneladas de maconha em meio a carga de milho

Publicados

em

Carreta transportava 28 toneladas de maconha em meio à carga de milho Foto: Divulgação

Uma operação em conjunto da Polícia Federal de Ponta Porã e da delegacia da Polícia Rodoviária Federal de Dourados realizou nesta terça-feira (20) a maior apreensão de maconha do Brasil em todos os tempos.

São 28 toneladas da droga que estavam sendo levadas para a cidade de São Leopoldo no Rio Grande do Sul. A apreensão aconteceu na rodovia MS 295 entre os municípios de Iguatemi e Tacuru na fronteira com o Paraguai de onde saiu a maconha.

Os policiais estavam em uma barreira quando abordaram o condutor de uma carreta Volvo com placas JAK 1C49 de Pelotas no Rio Grande do Sul e perceberam e sentiram o cheiro da droga. A carreta estava carregada com milho a granel e em meio a carga centenas de fardos de maconha que pesaram 28 toneladas e 20 quilos da droga se tornando a maior apreensão individual da história policial brasileira.

Segundo informações, o motorista e dono da carreta de 38 anos, morador em Garibaldi no interior gaúcho, disse que levaria a maconha para São Leopoldo e a nota de transporte de milho tinha como destino Farroupilha.

Leia Também:  Após reunião com Promotor e Juiz, prefeita altera decreto sobre comércio

Fonte: Portal A Rede

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020