conecte-se conosco


Turismo

Enoturismo: qual a melhor forma de transportar vinho na mala?

Publicados

em


source

Apesar de o consumo de álcool ter diminuído nos países desenvolvidos, muitas pessoas continuam a beber muito vinho. O enoturismo – o turismo voltado aos vinhos – tem crescido em países produtores da bebida ao redor do mundo.

Leia também: Qual a diferença entre mala de mão e de cabine?

vinho arrow-options
Pixabay

O transporte de vinho nas malas despachadas ou de mão precisa ser cuidadoso

Argentina, Portugal, França, Itália e Chile são muito conhecidos pela produção de vinho e atraem diversos turistas para essa finalidade. Mas também existem países “diferentões” que são boas opções de enoturismo como a África do Sul, a Grécia e os Estados Unidos.

Se você pensa em visitar algum desses países e quer trazer uma garrafa para casa, é importante entender qual o melhor método de transporte do vinho na mala. Colocar na mala despachada ou na mala de mão? Quantos litros são permitidos por pessoa?

Para responder essas questões, o iG Turismo procurou especialistas que poderão te ajudar a organizar a sua próxima viagem de enoturismo .

Com quantos litros de bebida alcoólica pode entrar no Brasil?

Você já deve imaginar que praticamente toda compra feita no exterior passa pela Receita Federal dos aeroportos. De acordo com as diretrizes da corporação, um brasileiro pode entrar no país portando até 12 litros de bebidas alcoólicas.

Para os amantes de vinho, essa conta fecha em 16 garrafas por pessoa, já que cada garrafa tem 750ml. Porém, além da quantidade há também um controle financeiro. As compras internacionais não podem passar de 500 dólares (R$ 2.461, na cotação atual*).

Leia Também:  Expresso Turístico: Passageiros poderão pedir reembolso ou remarcar passagens

Como trazer os vinhos na mala?

vinho arrow-options
Reprodução

Dá para transportar garrafa de vinho em bagagem apropriada ou com plástico bolha

Antes que você viaje para os destinos de enoturismo é importante saber as regras do transporte. Alguns deles, inclusive, aprovam que garrafas de vinho sejam colocadas na mala de cabine/de mão.

Essa prática é mais comum entre os países sul-americanos. Argentina, Chile e Uruguai permitem até 5 litros de vinho por pessoa. Já a África do Sul aprova 2 litros por pessoa, sem a opção de pagar taxas. Importante ressaltar que esse é o limite da mala de mão, na bagagem despachada o peso precisa estar dentro do padrão de 23 kg.

A jornalista e dona do blog Viagens e Rotas , Ana Elisa Teixeira, recentemente viajou para o Uruguai e dá algumas dicas para quem quer trazer a bebida alcoólica com cuidado.

“Sempre embalo os vinhos que trago em todas as viagens com plástico bolha que, às vezes, levo quando sei que vou comprá-los. Coloco no fundo da mala de viagem. É importante sempre informar a companhia aérea que está levando vinho para colocar como bagagem frágil por precaução. Outra opção é optar por caixas avulsas, mas aí terá que pagar como bagagem extra”, explica.

Se você não encontrou plástico bolha na viagem, a sommelier Stephani Vaz, da empresa Evino, ensina um truque. “Costumo ‘vestir’ as garrafas com as minhas meias e depois enrolar em alguma peça de roupa fofinha. Até hoje, dez anos depois, carrego muitos vinhos na mala e nunca quebrei nenhuma garrafa”, conta a profissional.

Leia Também:  Conheça o novo modelo de viagem marítima: o superiate de luxo

Mas ainda tem uma 4ª opção de transporte dos vinhos em aeroportos. “Se você é de fato um apreciador, vale a pena investir em malas próprias para o transporte seguro”, indica a influenciadora digital Pati Lemos. A bagagem apropriada só comporta garrafas e é mais resistente na parte de fora. Os preços variam de acordo com a quantidade suportada.

Por que é mais vantajoso comprar vinho fora do Brasil?

O Brasil tem um dos impostos sobre bebidas alcoólicas mais caro do mundo, então é mais vantajoso comprar fora. A influencer Pati Lemos lembra da diferença que teve ao comprar uma garrafa em Portugal.

“Um ‘Quinta da Pacheca Tinto Superior 2017’, custa em torno de nove euros (R$ 49, na cotação atual**) em Portugal. No Brasil, não sairá por menos de R$ 180. Vale ou não vale a pena?”, questiona ela.

Leia também: 3 dicas para medir e pesar a bagagem de mão

Mas onde é melhor comprar vinho ? De acordo com a especialista Stephani Vaz, os melhores países para a prática de enoturismo são a Espanha, França, Itália, Uruguai, Nova Zelândia, EUA (Califórnia) e Portugal. “A compra é sempre mais barata direto dos importadores como, por exemplo, a Evino. A relação qualidade e preço também é muito melhor”, finaliza.

* valores pesquisados em 12 de março com o dólar a 4,87

** valores pesquisados em 12 de março com o euro a R$ 5,47

Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Turismo

Há um jeito mais seguro de viajar durante a pandemia do coronavírus?

Publicados

em


source

A pandemia do novo coronavírus já é uma realidade no Brasil, provocando o fechamento de escolas, estabelecimentos de comércios, shoppings e até restrição em aeroportos e cancelamento de ônibus. Alguns estados e cidades estão tomando medidas para se isolarem, numa tentativa de conter a propagação do vírus.

Leia também: Coronavírus: vai cancelar a viagem? Turistas contam perrengues e o que fizeram

pessoas em um aeroporto usando máscara arrow-options
Fernanda Frazão/Agência Brasil

Se você precisa ir viajar, saiba qual o melhor meio de transporte para não pegar coronavírus

Ainda assim, algumas pessoas precisam se deslocar, seja para voltar para casa depois de uma viagem à trabalho, ou para ficar mais perto da família durante esses tempos difíceis. 

Pensando em quem precisa de fato  viajar , o iG Turismo conversou com Natan Chehter, geriatra pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, que fez recomendações importantes.

Qual é a melhor maneira de viajar durante a pandemia do novo coronavírus?

pessoas em um aeroporto se protegendo. arrow-options
Agência Brasil/Fernando Frazão

Viajar de carro, avião ou ônibus? confira qual é a melhor alternativa para viajar durante a pandemia do coronavírus.

“O viajante deve presar pelo meio de transporte no qual ele terá menos contato com outros passageiros. Quanto mais distante de outros passageiros o viajante estiver, menor serão as chances de contrair a doença”, ressalta Chehter.

Nesse caso, viajar de carro , apesar de ser mais demorado que viagens de avião, é o método mais recomendado. “Por ser um meio de transporte com um menor número de passageiros, viajar de carro é o método mais seguro, já que em outros meios de transporte como o ônibus ou o avião, o viajante estará em contato com mais pessoas, aumentando o risco de entrar em contato com uma pessoa que esteja infectada pelo novo coronavírus”, explica o geriatra.

Leia Também:  Está de quarentena? Veja 10 lugares para visitar pela internet

Leia também: Está de quarentena? Veja 10 lugares para visitar pela internet

Quais são os cuidados que devem ser tomados ao viajar de carro?

pessoas se protegendo num aeroporto, utilizando máscaras arrow-options
Fernando Frazão/Agência Brasil

Confira os cuidados ao viajar de carro

Mesmo com um menor número de passageiros, medidas de precaução também devem ser tomadas. “Ao viajar de carro, a higienização das mãos é praticamente obrigatória”, afirma o médico.

“Além de higienizar as mãos, seja lavando com água e sabão ou com álcool em gel, superfícies que são tocadas com frequência também devem ser higienizadas, como o volante, o câmbio, botões no painel do carro, maçanetas e etc”, continua.

Outro ponto que deve ser levado em conta é a circulação de ar no veículo. “É preferível que os passageiros optem por deixar as janelas do carro abertas, ao invés do uso do ar condicionado”, recomenda o especialista. “Com as janelas abertas o ar circula dentro do carro com maior frequência, não viciando o ar respirado pelos passageiros e, consequentemente, diminuindo o risco de contrair qualquer doença pelo ar”, completa.

Leia Também:  "Casa elefante" histórica pode ser alugada por R$ 640 a noite; veja fotos

Leia também: Expresso Turístico: Passageiros poderão pedir reembolso ou remarcar passagens

Quais cuidados devem ser tomados ao viajar de avião ou de ônibus?

pessoas num aeroporto se protegendo, usando mascaras arrow-options
Fernando Frazão/Agência Brasil

Cuidados devem ser tomados ao viajar de avião, confira as recomendações do Dr. Natan Chehter.

Caso viajar de carro não seja possível, Chehter separou dicas de como se previnir em viagens onde se entrará em contato com um maior número de pessoas.

  • Não é necessário usar máscara!

Apesar do que muitos pensam, o uso de máscaras não é necessário para quem não sente nenhum sintoma do novo coronavírus. ”Seja na rua, no carro, no ônibus ou no avião, o uso de máscara é recomendado apenas para que apresenta os sintomas da doença”, explica.

  • Higienização das mãos é essencial

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) permite que, em voos domésticos, o passageiro transporte até 500ml de álcool em gel e sua bagagem de mão. Em voos internacionais, o limite máximo é de apenas 100ml.

Caso não seja possível levar o produto para a viagem, o geriatra sugere que o passageiro procure outras alternativas para higienizar as mãos: “Lenços umedecidos e lavar a mão nos banheiros do avião podem ser grandes aliados caso não seja possível higienizar a mão com álcool em gel”

  • Em voos vazios, recomenda-se a distância

“Com a baixa procura por viagens de avião, tanto nacionais quanto internacionais, alguns voos criaram a possibilidade dos passageiros ficarem mais distantes um dos outros”, destaca Chehter. 

“Se possível, procure manter uma distância de uma fileira do próximo passageiro. Essa ação já diminui as chances do viajante ser infectado”, detalha o médico. Com uma distância maior entre os passageiros, a chance do viajante se infectar é menor.

Fonte: IG Turismo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail. Copyright © 2020